Enfim 25

arquivo próprio

Não é que 25 anos tenham se passado rápido demais, a gente tem essa mania de sempre achar. Não passou, não pra mim. Mas o que posso dizer é que a vida tem nos tomado tempo demais com coisas inuteis e nos afastado do que realmente interessa: viver. E por estas razões depois de 25 anos decidi o que quero pros próximos 25: viver. Mesmo que isso não implique em ser feliz e bem sucedida todos os momentos. Eu quero frio na barriga, pra saber que tenho um coração, conhecer novas paisagens para saber admirar um olhar novo. Não quero passar por cima de ninguém para ser feliz, que Deus nunca permita que eu machuque um coração, porque sei como é a dor de quem mora do outro lado. Eu quero mais paz, alegria, sinceridade, tranquilidade, equilíbrio. Quero comigo quem esta disposto a aprender, não importa o quanto já saiba.

Quase 25

Não sou uma pessoa livre de defeitos, mas tenho tentado tornar a vida um lugar mais agradável para viver. Talvez, muitas vezes, minhas atitudes nem sempre tenham batido com tudo que digo ou escrevo, ou até com as coisas que acredito serem as mais corretas. Mas é porque viver não é tão simples quanto teorizar. Tenho descoberto, vivendo, que as coisas podem de alguma forma não ser tão perfeitas depois que saem dos livros e contos de fadas. A minha luta é para que eu consiga entender a diferença entre dar uma chance para ver o desabrochar de pessoas e sentimentos e, estar sendo fraca tendo pouca fé sobre o que Deus tem reservado para mim.

Faltam poucos dias para que eu complete 25 anos, o que para muitos pode não ser grande coisa, mas são boudas ora essa! De prata é verdade, mas são de vida, e agora é essa prata que divide o passado do futuro. Me sinto naquela hora em que a história vira e já não se tem tempo a perder e já se está com quase 30 e você não está noiva, não tem planos de casar, não vê o futuro, não se vê no futuro. Dá um branco. E agora José? Você começa a questionar o que construiu até aqui e como as coisas, deste ângulo, parecem mais dificeis. Porque quando eu tinha 14 anos acha que com 24 estaria casada com filhos. E há algo que se quebra quando o que acreditamos não acontece como queríamos, ou sonhamos. A magia pelo menos. Não que eu quisesse estar casada neste momento, não é isso. Mas não sinto as coisas se encaminhando sabe como é?  Tenho quase 25 e não construi nada. Nenhum relacionamento, nenhuma casa, uma poupança, um sonho. Tudo está diferente do que pensei. Um amigo me disse que estou assim por falta de problemas (problemas de verdade disse ele), será? De fato não sei, mas chega uma hora que você questiona a vida, porque ela traz os questionamentos de volta para você. Aqueles mesmos que você um dia chamou de sonho. Por certo minha hora chegou. Estou a questionar.