ontem eu chorei tanto

Hoje eu não queria acordar, porque ontem eu chorei tanto. Meus olhos estão fundos , meu coração abalado. E sei que todas essas coisas só aquele velho e bom tempo vai fazer curar, passar, não se importar. 

“Apesar de os contos de fadas acabarem ao final de dez páginas, nossas vidas não acabam junto. Nós somos coleções de muitos volumes. Na nossa vida, mesmo que um episódio represente um desastre total, sempre há um outro episódio à nossa espera e depois mais outro…Há sempre outras oportunidades para acertar, para moldar nossa vida do jeito que merecemos que ela seja.” Mulheres que correm com os Lobos

“Apesar de os contos de fadas acabarem ao final de dez páginas, nossas vidas não acabam junto.” parece meio óbvio, mas doeu em mim.

“Nós somos coleções de muitos volumes.” Me fez lembrar que apesar de ter errado muito e perdido o limite eu não sou essa pessoa, foi um só capítulo, meio quem sabe. Nas minhas lembranças sou leve, feliz, sorridente. Uma pessoa decidida, forte, sem meios termos, bem resolvida. 

Mas me pergunto “quando foi mesmo que deixei de ser assim?” Entre que sobe e desce? Pra agradar a quem? E tudo recomeça no meu instante seguinte. Não é fácil, todos sabemos. Mas eu já estive nessa situação e curou. Não conto mais os dias que passaram, porque agora são todos estes que estão pela frente. A vida agora é hoje e todos os “hojes” trazem a mesma certeza que eu tenho todas as possibilidades, depois que não tive mais nenhuma.

Ela

Talvez o maior defeito dela seja acreditar demais nas pessoas. E por isso vive com o coração machucado. E talvez sua maior qualidade seja também acreditar nas pessoas, por isso vive cheia de esperança no amanhã. Não é alguém tão diferente assim dos outros. Tá certo, ela lá que tem aquela fé enorme que a faz acreditar que as coisas vão mudar, aquele coração pulsante e transparente tão cheio de amor. Ela ainda acredita em olhares e sorrisos no lugar de micro-saias e pernas do lado de fora.

Ela tem todo aquele mistério que um coração partido tem, e toda leveza de quem não tem nada a esconder. Não se apaixona fácil. Mas quando acontece, marca, apaixona, perde o sono, enlouquece. E demora a esquecer quando teimam em ir embora. Talvez ela até invente essas paixões para mudar o foco de seus problemas, para não enxerga-los, vai saber.

Ela tem alguns planos pra vida, a palavra “planos” assusta agora, já que tantos foram desfeitos. Ela prefere viver no aqui e no agora, porque isso evita muito sofrimento. Gosta dos amigos que tem. São poucos e bons, é o que importa. Gosta de sair, mas não pra balada. Prefere a praia, o sol, prefere as boas comidas e vinhos. Prefere aquela conversa de bar sempre tão animada. Tem algo na praia, no mar que a atrai. Alguma coisa sobre ela mesma. Seja o mistério, a energia ou a sensação de renovação depois de todos os pensamentos que estes momentos a fazem ter.

Gosta de pessoas sinceras, talvez isso justifique os poucos amigos. É animada. De uma pureza incrível. É amável, sincera, tem sempre bons conselhos a dar, mesmo que muitas vezes seja ela quem esteja precisando destes. É enérgica, grita, chora, não sabe se conter. Vai te ferir, porque ela sabe revidar. Até sem querer é grossa. Mas tem algo haver com todas as pedras que sempre caíram em seu pé, agora ela aprendeu a chutá-las também.

Ela tem essa coisa de se apegar as pessoas e sentir a perda de todas elas. Acredita que é um dia depois do outro que faz o amanhã, que nada vai chegar de repente. Já sonhou com amores perfeitos e felizes para sempre. Hoje acredita mais nos imperfeitos que se ajudam, que perdoam, mas ainda deseja o “pra sempre”. Acredita que tudo tem um motivo pra acontecer e espera sabiamente o dia em que tudo se justificará, mesmo que pelo caminho derrame algumas lágrimas, tem o costume de acreditar que vai ficar tudo bem.

♫♫

Ouvindo: Lady Antebellum – When you got a good thing

na falta de palavras… ♫

Comecei a perceber que as palavras tem me faltado um pouco. Estou me deixando levar por algumas canções. E na falta de palavras, elas (as canções) me completam, embalam, dão significado. Tenho sido mais de momentos e talvez isso justifique essa falta de palavras e esse apego ao sonoro, porque as canções não são nada além de momentos traduzidos, sentimentos misturados com notas musicais que se espalham no ar para completar nossas vidas. 

♫ ♫ ♫

Ouvindo: Lenny Kravitz – Callin all angels

sobre sentir

É um misto de decepção com aprendizado. Um desapaixonar-se conhecendo a verdade. É o abrir dos olhos. Não tenho vergonha do meu coração partido. Isso é comigo, é meu, é pra mim, por mim. Eu sou assim mesmo, esse turbilhão de sentimentos, todos embrulhados num papel raro: a verdade.

Que bom Deus que eu posso me entregar com tanta verdade, que bom que eu sou feliz, e essa minha felicidade não se assusta com as coisas e pessoas que vem pra ser permanentes. Que bom que, com tudo, consigo amar.

Sabe quando alguém não consegue entender matemática? Você explica, explica e essa pessoa não entende? Algumas vezes, certas pessoas também não entendem o amor. E por não entender, tem medo. Mas agora, aqui eu percebo que não há nada a ser feito. É como ser louro ou moreno, umas pessoas tem cheirinho de amor e dissipam por ai, outros não. Estes nem tem cheirinho de amor, nem podem senti-lo. É uma pena, a vida, pra mim, tem sido mais bonita do lado de cá, com todo esse cheirinho que envio, com todo esse cheirinho que sinto.

amanhecendo

Será que ser forte é só aguentar tudo e não dizer nada? É quando a gente tem aquela pergunta, a saudade que quer sair do corpo, mas a gente prende, segura e diz “sou só eu e você, não vamos a lugar nenhum”. E você engole a saudade, segura a vontade de ligar, de mandar uma mensagem. Você segura o corpo no agora,e mantem o coração longe.

Mas estou ficando mais forte. Cada vez que me seguro, que guardo pra mim o que queria lançar ao mundo um raio de sol aponta no céu. Talvez seja Deus dizendo que é a minha luz voltando a brilhar. É toda minha esperança espatifada no chão voltando a surgir nos meus sonhos. As lágrimas são só para lavar o terreno e fazer meu solo mais fértil.  São novos aprendizados. Tenho me reconstruído. É um novo tempo.