continuando

de: http://weheartit.com/

Finalmente consegui me afastar, deixar de tentar fazer o papel do destino, aquela coisa de tentar fazer o outro ver o óbvio. Eu simplesmente dei um passo pra trás e reconheci “não há mais nada que eu possa fazer aqui”. E não havia mesmo, e fui. Ainda não sei por que razões, acho que apenas pra seguir em frente mesmo, pra ver, sentir e acreditar que o destino, é algo que não muda com minhas ações ou com a falta delas. Essa história de “o que tiver de ser, vai ser” acho tão medíocre, tão sem coragem, uma afirmação dos fracos. Sempre acreditei que escrevemos nossa história com nossas atitudes e ser passivo faz com que as outras pessoas escrevam por você.

Mas sei lá, de qualquer forma, fui. E admito, tenho sido mais paciente com a vida, com os outros, comigo mesma. Já consigo ver beleza onde antes só havia dor. Toda minha resistência ao novo, as coisas, as pessoas se foi. Estou voltando a ser quem fui um dia, livre de tudo.

‎”…comecei a atrair pessoas, histórias e assuntos mais leves, saudáveis. E criei pra mim uma rotina de paz…” Marla de Queiroz

A verdade é que qualquer partida dói, mesmo quando já se havia partido antes, mesmo quando não havia um porto de onde partir.  As vezes respiro fundo e me pego sem saber o que esperar, do porto que nunca foi meu, do barco que sou eu, do mar que é o meu caminho.

de: http://weheartit.com/
Anúncios

sobre a amizade

de: http://weheartit.com

Tem algo que a maioria das pessoas reconhece o quão mágico pode ser. É essa coisa que une duas pessoas, dois corações, duas histórias. É esse sentimento que por mais que se experimente, se transforma sempre em algo novo, a amizade.

Engraçado que as vezes temos tudo em comum, outras vezes nada, mas o querer bem, as risadas, a troca está acima de um gostar de pagode e o outro de rock. É quase como aquela promessa que fazemos no altar… “até que a morte nos separe”, mas neste caso não existem testemunhas, não precisamos jurar em voz alta, tudo é feito de coração pra coração.

“Porque eu fico tranqüila quando você me diz que tem um medo igual ao meu. Porque eu fico mais bonita quando você reconhece que estou mais feliz. E eu gosto de você ter me conhecido antes da minha fase de equilíbrio e poder comparar e ter me amado antes tanto quanto agora, quando é bem mais fácil.” Marla de Queiroz

Lembro das minhas amigas da escola, que viram o transformar do meu pensamento, do meus sentimentos, da minha imagem. As que carrego comigo e que além de estarem em meu coração, estão nas memórias mais antigas, na beleza de momentos ingênuos e tão puros.

Os ventos sopram mas volta e meia estamos juntas novamente. Criamos um porto seguro naquele outro ser. Não existe lugar melhor no mundo para ir em qualquer hora que seja.

Meu Deus, que bom é não ter que esconder nada quando estou com essas criaturinhas lindas, que bom que elas me amam pelo que sou, com meus erros e defeitos. Que maravilhoso é poder ser fraca e desabar diante de pessoas que confiamos.

“Preciso de alguém que teime em ser leal, simples e justo,que não vá embora se algum dia eu perder o meu ouro e não for mais a sensação da festa.” Desconhecido

É um alívio saber que se amanhã eu estiver gorda, feia e cheia de cabelos brancos alguém, ainda assim, vai me amar, vai enxergar meu coração. Que bom que este nosso amor, esta nossa amizade não está condicionada a coisas efêmeras, a coisas passageiras. Criamos raízes mais profundas. Como é bom sentir vocês em todos os momentos da minha vida, que bom saber que vocês existem e estão aqui comigo.

de: http://weheartit.com

despertar

http://weheartit.com/

Repensando a vida, agradeço todas as dificuldades, todo o sofrimento, dores e coração partido. Agradeço a felicidade, os sorrisos, as trocas. Agradeço pela forma verdadeira com que eu pude viver os acontecimentos tivessem a outra parte sido ou não merecedora da energia, vibração, emoção ou carinho que trocávamos.

Eu agradeço o coração que tenho. Porque é através dele que eu sinto o mundo, que eu vejo as cores, que escuto a música, ou leio um livro. É meu coração quem fala através de mim, que escreve as minhas dores e felicidades. Obrigada Deus por um coração tão puro, cheio de esperanças e sentimentos. Agradeço por ter me dado fé o suficiente para não desistir, esperança suficiente para não mudá-lo. Meu coração não mudou. Ainda é o mesmo.

 “…depois de todas as tempestades e naufrágios, o que fica de mim e em mim é cada vez mais essencial e verdadeiro.” Caio Fernando Abreu

É o despertar depois de uma tempestade. Redescobrir um céu azul que cheira a recomeço. São emoções novinhas em folha. Um coração que apesar de ter cicatrizes continua acreditando. Ele (o coração) não mudou, eu não mudei. A vida apenas (re)começando…

 

http://weheartit.com/


“Um sorriso nos lábios e tudo bem!” Tati Bernardi

um tempo

de: http://weheartit.com/

Estou dando um tempo. Me dando um tempo. Não é de agora que acordo com uma verdade e durmo com outra. Não é de hoje que tudo se mistura dentro de mim e se perde. Um tempo pra respirar, para aceitar, mudar se for possível. Quero respirar a leveza de um coração tranquilo, de um sorriso sem motivo, ou por pequenos motivos. A vida exige demais da gente. E não quero ser meu própio carrasco. 

“Há vida demais lá fora, bora?” Marla de Queiroz

uma certa tristeza

arquivo pessoal

É isso, sinto saudades. Sinto uma saudade menina. Das coisas que se foram, das que não voltam mais.  Sinto saudades da menina que fui um dia. Admito que não venho sendo a pessoa que quero ser, tenho feito muito esforço pra não me importar com pequenas coisas, para mudar. Mas ainda assim, tenho me esforçado. 

Meu coração tão grande e cheio de poesia não sabe usar as palavras com leveza quando esta ferido. Me sinto triste com isso. As mesmas palavras que apaziguam, causam dor. Eu não sei me acalmar, deixar pra depois, contar até 10, pensar mais tarde. Eu vou agindo, re-agindo, agredindo. Como sou fraca meu Deus. Como tenho uma fé pequena.

Me perdoa! Quando o copo esta cheio demais ele transborda. Tenho transbordado alguns dias quando não consigo segurar os sentimentos dentro de mim. Me sinto tão pequena. Com sentimentos pequenos. Vai adiante de mim Senhor, me guarda em Tuas mãos, cuida dos meus dias, dos meus sonhos, do meu coração, das minhas palavras. Não deixa que minhas palavras sejam dominadas pelo meu sentimento, nem que eu as use para ferir ninguém. Faz que elas sejam  instrumento, de construção, de re-construção. Que minhas palavras falem de amor todos os dias, mesmo quando o amor me faltar. Que eu possa falar e escrever sobre o amor. Que minhas palavras virem minhas atitudes. Que eu continue indo em frente… Que eu seja forte.

“Cuida de mim Senhor. Sou tão frágil e tão pequeno, ensina-me a fazer tua vontade.” Caio Fernando Abreu

cansada

“Chega um ponto que a gente cansa, que não quer mais saber de aventuras ou de procuras, entende?” Caio Fernando Abreu

Meu coração anda sempre pregando peças em mim. Mas sei lá, estou tão cansada esses últimos dias. Das pessoas, da falta de clareza das situações. Estou cansada da eterna procura, das aventuras, das coisas mal resolvidas. 

Sei que cada vida tem um tempo, uma necessidade, uma espera. Por isso mesmo, as vezes cismo em ir embora. O desabrochar dos corações é uma coisa que não se pode adiantar, cada um desabrocha e amadurece  a seu tempo, ao tempo do amor. E por mais que eu queira, minha presença não muda isso.

Estou cansada de histórias que são escritas até onde dá, das que não saem do que passou na previsão do tempo de ontem. Das cartas marcadas, dos mesmo jogos, da falta de verdade.

Estou tocando pelas beiradas, se assim posso dizer… e ainda ando sem coragem de arrancar o mal pela raiz.

um ser tranquilo

de: http://weheartit.com

Meu coração depois de tanto sobe e desce, depois de tanto sofrimento e desilusão, de tantas paixões e recomeços, depois de tanto tentar, parece que agora está vazio. Aquela sensação de “tem algo ai dentro?”, ou melhor… “tem alguém ai dentro?” (rsrsrs)

Um dia você acorda com nada nos pensamentos, nada no coração. A não ser essa vontade que tudo se desenrole sem grandes dramas. Que a vida continue linda por si só. Não é a sensação de “eu fiz o que pude”, porque fiz mais, bem mais. E iria mais longe, e faria mais loucura e diria mais do que disse, amaria mais.

Estou na leveza de dias que não precisam se explicar, porque acontecem, de dias que não precisam de motivos, porque nos realizam. Estou na praia e é verão, em Paris e é primavera! A vida não se justifica, se encaixa entre o meu acordar e o deitar. E o amor está por ai, entre eu e uma outra vida, um outro ser…