uma vida pra dentro

Chega uma certa hora, que a gente cresce de verdade, não é brincadeira. Passamos a viver “uma vida pra dentro”. Certas coisas não fazem mais sentido, se embreagar na balada já não é tão divertido, paquerar e beijar qualquer um nem se fala. A gente passa a exigir mais da gente, porque gastamos mais horas nos conhecendo, eu em particular, gastei tantas horas me amando, tantas horas investindo em mim mesma, lendo livros, criando uma personalidade, uma caráter, um certo romantismo incorrigivel, para sair por ai e desmerecer tudo.

Tem certas horas que me sinto tão especial, tão diferente, e tudo que quero é viver isso e me sentir bem comigo mesma, um bom vinho sozinha, um livro, um filme. Um olhar pro mundo assim, romântico mesmo, besta, a quem diga até burro, mas um olhar acreditando. Acho que vou começar a andar com papel e caneta por ai, pra anotar meus sonhos, pra que eles não escapem,pra que não se percam, pra que eu posso relembrá-los sempre que possivel e não deixe de acreditar neles, pra que eu nunca pense que são bobagens. E suspirar quando reconhecer que possa ate ser que não exista ninguem por ai que pense como eu, mas e dai? Uma vida pra dentro não requer este tipo de recompensa.

Anúncios

1 thought on “uma vida pra dentro”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s